5 de dezembro de 2009

Katok i Skripka - O Cilindro e o Violino (1960)

Um filme de Andrei Tarkovsky






A mais singela das histórias filmada por um jovem Tarkovsky como curta-metragem de final do curso de cinema. A história de uma amizade, a história de um dia. Dois russos, um homem e uma criança, dois “mundos”, um condutor de um cilindro e um aprendiz de violinista. Uma amizade por um dia. E a mão de Tarkovsky a filmar (já se notava o génio que dali ia sair). Uma reflexão poética sobre a amizade, sobre as classes sociais, sobre o mundo, sobre a mulher, sobre o ser humano. Sentimental acima de tudo.

5 comentários:

Victor Afonso disse...

O início de uma carreira brilhante do realizador russo.

João disse...

Ainda tenho este para ver, junto com os outros filmes-escola do Tarkovsky, o Andrei Rubliov, o "Infância de Ivan" e o "Solyaris", mas já sei, com grande certeza, que ele era um génio.

Álvaro Martins disse...

Victor,
sem dúvida. E que carreira!

João,
este é o único filme-escola dele. Os outros que falaste não têm nada de escola, bem pelo contrário, são filmes de mestre, verdadeiras obras-primas.

João disse...

Sim, sim, eu sei que esses não são filmes-escola, estava a falar do "the killers" e do "there will be no leave today". Construí mal a frase...

Álvaro Martins disse...

Esses nunca vi também. E não são nada fáceis de arranjar.