23 de novembro de 2010

Rendez-vous (1985)

Rendez-vous trata do nascimento de uma actriz, (e não, não falo de Binoche mas sim da personagem), da sua relação com o mundo, com a grande cidade (nova descoberta, novos horizontes, erros, caminhos confusos para alcançar o sonho que a fez sair da província). O cinema de Téchiné é muito físico, explosivo (mais ou menos como Carax), a relação entre as personagens é desmesuradamente próxima e psicologicamente violenta. Existe ali uma força brutal que conduz as personagens ao “abismo”. Tudo tão frio, conturbado e no limiar da tragédia. E o que me parece é que, mais que o destino, são as escolhas que fazem o cinema de Téchiné.

4 comentários:

Roberto Simões disse...

Ali está na estante, a aguardar uma visualização breve. Depois quando assitir passo por cá.

Cumps.
Roberto Simões
» CINEROAD - A Estrada do Cinema «

Álvaro Martins disse...

Fico à espera ;)

Manuela Coelho disse...

Ainda hoje estive com o filme na mão. Será dos próximos.;)

bjs

Roberto Simões disse...

Fiquei deslumbrado com a arte de filmar.