7 de setembro de 2010

Stagecoach (1939)






























Porque me lembrei de Ford, porque Stagecoach é talvez O grande clássico dos westerns. Porque mudou o género, porque daqui nasceu uma estrela, John Wayne "The Duke".

9 comentários:

My One Thousand Movies disse...

Não nasceu apenas uma estrela, Álvaro. Nasceu também uma paisagem, que seria aproveitada na maioria dos melhores westerns de sempre.
O Grand Canyon é praticamente uma personagem, e o trio Wayne/Ford/Canyon a simbiose perfeita.
Segundo o que ouvi dizer, esta era a última grande oportunidade que era dada a Wayne de ser uma estrela, sobretudo por causa do fracasso de um filme chamado "The Big Trail", que acho que era do Raoul Walsh.
Este "Stagecoach" não podia ser melhor, e transformou-se num mito.
Devo tê-lo visto umas 5 vezes :)

My One Thousand Movies disse...

Eu queria dizer era o Monumental Valley, hehe.

Álvaro Martins disse...

Sim, o Monument Valley é praticamente uma personagem, principalmente quando filmado pelo Ford. Ainda não vi o The Big Trail (que sim é do Walsh) mas já tinha ouvido isso mesmo Chico.

My One Thousand Movies disse...

Se quiseres ver, está no sitio do costume. ;)
Eu gostei. Acho que é bem melhor do que o pintavam na altura...

Álvaro Martins disse...

Vou ver Chico :)

Pedro D. M. Teixeira disse...

Gosto muito do Blog :)! já o acompanho há uns tempos mas só agr me "aventurei" a comentar, espero que seja o primeiro de muitos..
Este Stagecoach é um autêntico hino ao cinema mundial e uma lição de cinema para muitos cineastas ou "ditos" cineastas que hoje muito são falados. Adoro praticamente tudo neste filme, desde a construção das personagens até aos planos absolutamente fantásticos!
Durante os ultimos anos, em especial mesmo o ultimo ano, tenho descoberto realmente o verdadeiro cinema e muitos dos melhores filmes de que o cinema tá recheado (ainda não me deu pra criar um blogue, o trabalho tem complicado as coisas.. desculpas minhas :P), sobretudo o cinema dito de autor.. e, claro está, realço (muito ao meu gosto pessoal) o cinema de John Ford (How to Green Was My Valley, Stagecoah, The Searchers, The Grapes of Wrath, The Man Who Shot Liberty Valance, entre outros que vi e adorei). Também descobri e gostei mt de Trakovsky, Bergman, Fellini, Godard, Truffaut, Wilder, Capra Chaplin, entre tantos outros.. tenho tanto por onde ver que às vezes nem sei por onde pegar (e não é tão bom :P).. um percurso que me vai fazendo olhar o cinema com outros olhos.. e que tanto enriquece uma pessoa! Os blogs de cinema ajudam muito mesmo, ajudam na nossa selecção e propiciam os debates sempre interessantissimos :) eheh
Já agora deixo aqui um excerto de uma entrevista do Spielberg, em que fala do grande John Ford: http://www.movieline.com/2011/07/watch-steven-spielberg-explain-why-john-ford-cursed-him-out.php

Keep the good work :)

Abraço

Álvaro Martins disse...

Obrigado Pedro. Ford, para mim, foi o maior dos maiores cineastas norte-americanos, O cineasta. Já agora, não sei se conheces ou se já viste, mas fica-te aqui um link dum documentário realizado pelo Peter Bogdanovich sobre o grande Ford:

http://myonethousandmovies.blogspot.com/2011/05/directed-by-john-ford-directed-by-john.html

Pedro D. M. Teixeira disse...

Por acaso já tinha visto.. mas obg na mesma pela sugestão :). Do Peter Bogdanovich ainda na vi nada :s.. hei-de ver um dia destes!

Abraço

Álvaro Martins disse...

Eu também conheço pouco de Bogdanovich, é como disseste no primeiro comentário, um gajo tem tanto para ver que às tantas nem sabe o que há-de ver ;)