26 de fevereiro de 2011

Ingmar Bergman

4 comentários:

Neuroticon disse...

O. Maior. De. Sempre.

Álvaro Martins disse...

Talvez talvez, sabes que para mim esse estatuto é do Tarkovsky ;) mas o Bergman anda lá perto, assim como o Dreyer e o Murnau e o Eisenstein e....eheh

Carlos Natálio disse...

Dreyer e Bergman sempre. Abc

Neuroticon disse...

Eu tenho-os sempre empatados em primeiro lugar... Porque acho que além de serem diferentes acabam por se complementar nessas diferenças!

São duas obras completamente diferentes, uma escassa e perfeita e outra muito prolifera e com picos extremamente altos :)

São os meus número 1, para sempre!
Embora a "personagem" de Bergman me cative muito mais ;)