21 de junho de 2010

Szabadság, Szerelem (2006)

Que merda de filme. Romance em tempo de guerra e um final trágico, tudo em prol da nação. Tudo muito bonitinho, imagem, fotografia e som. Mas, tudo muito fútil, cinema de facilitismos, cinema que já se viu milhões de vezes por terras americanas, clichés e mais clichés, etc. Muito fraco.

3 comentários:

Manuela Coelho disse...

:)Teve graça a tua descrição do filme.

Hugo Diogo disse...

É o problema normal deste tipo de cinema pseudo-rico... não há dinheiro para grandes produções, e põem-se todos à Hollywood B...

Já apanhei algumas desilusões destas também. Hoje já não caio. :)

Álvaro Martins disse...

Afinal ainda cá andas pela net Diogo ;)