1 de abril de 2010

The Last Tycoon (1976)








Já há muito tempo que queria ver este filme mas nunca tinha tido a oportunidade. Hoje vi-o e fiquei deslumbrado com Robert De Niro, com a sua magnífica interpretação (mais uma). Mas não só De Niro como Robert Mitchum, Tony Curtis, Jeanne Moreau, Jack Nicholson. The Last Tycoon é um dos melhores (talvez o melhor, a par de Sunset Blvd. de Billy Wilder) filmes sobre Hollywood. Na altura do lançamento, o filme foi mal recebido pela crítica. Incompreendido quanto a mim. Ao ver o filme lembrei-me de Once Upon a Time in America. Talvez por De Niro, pela semelhança nos dois papéis em questão, mas principalmente pela vertente épica a que tanto este como o filme de Leone se colam. E depois, tanto um como o outro são essencialmente filmes sobre o amor, sobre o amor impossível. Mas semelhanças à parte (e continuo a achar Once Upon a Time in America melhor, apesar deste me ter agradado e muito), The Last Tycoon é um filme sobre um homem, sobre a sua impossibilidade em “agarrar” o amor e sobre o seu enorme talento – a produção de filmes. E o último filme de Kazan torna-se um marco na história do cinema muito graças às interpretações e ao classicismo que sustenta, à direcção de arte sobretudo. Gostei muito do filme.

1 comentário:

Fifeco (Filipe Ferraz Coutinho) disse...

Elenco estratosférico aqui presente. Além dos nomes que mencionaste ainda inclui Ray Milland e Donald Pleasence.

Apesar de já ter lido muita coisa sobre o filme de Kazan, nunca o vi. Parece-me que está na altura de o fazer.