5 de setembro de 2009

Suspiria (1977)

Um filme de Dario Argento




















10 comentários:

João disse...

É uma falha minha, se não me engano nunca vi nenhum filme do Dario Argento...

Roberto F. A. Simões disse...

1º Aniversário do CINEROAD!
Este blogue recebeu um agradecimento especial!
Obrigado!

Cumps.
Roberto Simões
CINEROAD - A Estrada do Cinema

Álvaro Martins disse...

João,
para mim Argento e Romero são os grandes mestres do terror gore. Aconselho-te a veres.

Roberto,
fico grato.

Abraços

Pedro A. disse...

Para mim, a par de Shining de Kubrick, e Repulsion de Polanski, este é um dos melhores filmes de terror já realizados. Tudo nele é perfeito.

Deckard disse...

boas.
o argento é sem dúvida o mestre do terror gore, que influenciou muitos outros (o caso do carpenter, por exemplo), apesar do seu estilo se ter modificado mais recentemente. quem já viu a serie do showtime, "mestres do terror" pode fazer uma comparação entre o argento e muitos outros que se basearam nele.
no entanto e apesar do estilo thriller-gore se encaixar na perfeição a este filme (bem como ao tenebre e phenomena), apelidá-lo de terror é, do meu ponto de vista incorrecto.
e apesar disso, comparálos ao repulsa do polanski e ao shining do kubrick é (mais uma vez do meu ponto de vista) abusivo e ridículo.

Álvaro Martins disse...

Pedro A.
como diz o Deckard, são terrores diferentes, e muito. Aqueles que referes são filmes de terror psicológico, encaixam-se mais nos chamados thrillers. Enquanto que este Suspiria e toda a filmografia de Argento, se inclui mais no gore, naquilo que Tarantino quis homenagear com Death Proof.

Deckard,
concordo plenamente contigo, embora Romero chegue perto, Argento é sem dúvida o mestre. Quanto a Carpenter é óbvio que foi influenciado pelo Argento, mas parece-me que sempre tentou fugir ao gore puro, exceptuando talvez no Assalto à 13ª Esquadra.

Pedro A. disse...

E eu falei no que é o cinema de terror em geral, não disse que eram os filmes de gore que eu mais gosto.

Quando me perguntam pelos 3 filmes de terror que eu mais aprecio falo destes 3.

Álvaro Martins disse...

Pedro,
eu percebi o que tu quiseste dizer. E deixa que te diga que essas escolhas são, pelo menos, de muito bom gosto.

Deckard disse...

só um reparo: o tarantino no death proof quis homenagear o grindhouse. o único resquício que vemos de gore explícito no cinema o tarantino é no Kill Bill.
em relação ao carpenter, não acho que o assalto à 13 esquadra se encaixe completamente aí. eu apontaria mais o the thing ou mesmo o príncipe da trevas (e mesmo assim longe).

Álvaro Martins disse...

Falei no Assalto à 13ª Esquadra a pensar essencialmente no final do filme, mas nem me tinha lembrado do Principe das Trevas. Mas a verdade é que Carpenter nunca foi gore puro. Quanto ao Tarantino, espero bem que este Inglourious Basterds seja mesmo bom.